sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O estatuto implícito da gafiera- 11 lições


1. (Verdadeiros) dançarinos de dança de salão freqüentam o baile com um objetivo primordial: experienciar uma boa dança.
2. Tratam-se por dama e cavalheiro. O cavalheirismo é mister neste contexto. O cavalheiro deve convidar a dama para dançar estendendo-lhe a mão. Esta deve aceitar a dança segurando-a e dirigindo-se até o local escolhido no salão.
3. Aceita-se a dança não pela beleza ou porte atlético do cavalheiro, e sim por educação ou por sua habilidade na dança. Na minha opinião, a dama pode recusar a dança desde que seja simpática e não constranja o cavalheiro.
4. A dama deve ser conduzida. Deve se deixar conduzir. Aceitar a mão firme em sua cintura, em sua mão. Não acelerar. Não retardar o passo. O cavalheiro pensa no passo a ser feito e em como conduzi-la para isso. Se entender o que o corpo dele quis dizer, ela o segue. Se a dança é bonita de se ver, fluida, há entrega da dama e firmeza do cavalheiro.
5. Nenhuma palavra é trocada. “Gire para lá”, ou “agora eu vou te jogar”. Isso é proibido e desnecessário. A condução é no corpo. Entendimento de pernas, passos, mãos, respiração, pele...

Conferir o texto na íntegra no site 



Músicas pra quem gosta de dançar junto, como eu:

“Baila Comigo!
Como se baila na tribo
Baila Comigo!
Lá no meu esconderijo”
Rita Lee

“When we dance, angels will run and hide their wings”
Sting

“I'd rather dance with you than talk with you
So why don't we just move into the other room
There's space for us to shake, and hey, I like this tune
I'd rather dance, I'd rather dance than talk with you”
The Kings of Convenience



“E vem lá,
Vem lá
Você pra me tirar
Pra dançar
Pra dançar
Madrugada lunar”
Letuce



“We're going down,
And you can see it too.
We're going down,
And you know that we're doomed.
My dear,
We're slow dancing in a burning room”
John Mayer

Alguém tem mais contribuições de músicas?

9 comentários:

  1. Gostei muito de saber de tudo isso. São coisas que - pelo menos pra mim - nunca me ensinaram. Soma-se a isso o fato de ser muito dificil para o homem fazer duas coisas (bem feitas) ao mesmo tempo. Isso explica o motivo de sempre ter dançado tão mal. Mas fiquei motivado. Vou aprender a dançar! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Maria Clara Albuquerque (Clarita)21 de fevereiro de 2010 18:45

    Sem dúvida, a vida imita a arte e a arte imita a vida..."Uma dança fluida é aquela em que os dois parecem voar e ainda assim sustentar o peso dos próprios corpos. Entrega,proteção e autonomia na medida certa." Esse seria o relacionamento perfeito entre duas pessoas....? Tendo vivido experiências dançantes similares a autora,inclusive anteriores a dança de salão, sei o quanto alguém pode se revelar através da dança, revendo conceitos, preconceitos,lavando a alma, mas também abrindo as suas janelas....

    ResponderExcluir
  3. Querida, amei seus textos! Me identifico muito com o que você escreve sobre a dança de salão. Para mim, dançar a dois é altamente simbólico. É um encontro de dois indivíduos, e ambos têm que estar bem, inteiros, seguros, "eixados"... para poderem realmente se encontrar e formarem uma dupla. É bem diferente do dançar sozinho. É uma força indescritível (quando há sintonia), que pode acontecer inclusive entre dois completos desconhecidos - e isso não tem nada haver com sacanagem, sexo... É uma sintonia energética, inexplicável. Somando esses dois campos energéticos saudáveis, inteiros, há quase uma explosão, expressada em fluidez, rodopios, música que flui através em movimento... O mundo ao redor parece que apaga. É um prazer. Obrigada pelo estímulo.

    ResponderExcluir
  4. ..."Uma dança fluida é aquela em que os dois parecem voar e ainda assim sustentar o peso dos próprios corpos. Entrega,proteção e autonomia na medida certa."
    Amei essa frase! Linda, diz tudo!!

    ResponderExcluir
  5. Cara Pin Up,
    O mundo mudou e com ele as regras de boa conduta, dentro e fora do salão. Envio novo estatuto para sua apreciação.
    1. O Importante é a felicidade. Procure a sua e não perturbe a dos outros.
    2. Qualquer forma de procura de felicidade é legítima como força motivadora para a ida à gafieira. A procura por uma boa dança é tão válida quanto o flerte, a procura de novos amigos, o espanta-tédio, o bate-papo no canto do salão, a cerveja bem servida, entre outros.
    3. A dama e o cavaleiro são iguais em direitos e deveres. Ambos devem ser sempre gentis e educados. Os dois podem convidar quem eles quiserem, inclusive pessoas do mesmo sexo, para dançar.
    4. Não há nada de errado em não saber dançar bem. Se vc, caro leitor, precisa olhar para os pés para fazer um simples dois-pra-cá-dois-para-lá, não deixe que isso lhe impeça de ir à gafieira. Certamente vc não agradará todos no salão, mas é provável que vc encontre alguém com habilidades semelhantes às suas. Além disso, só se aprende tentando.

    Beijos e boa dança

    ResponderExcluir
  6. Caro Eduardo, nosso bom e sábio Lacan ja dizia que a linguagem esta fadada ao mal entendido...

    Pois bem, seu estatuto pode muito bem ser incluido no meu, ja que afinal o número de regras (11)é arbitrário. Suas regras nao contradizem as minhas, so as complementam.

    Vale esclarecer alguns pontos: o termo 'boa dança' nao está relacionado a habilidades físicas, pelo contrário, está mais relacionado a algo da química daquele par, um certo entrosamento. A dança é para todos, Fred Astaires ou não!
    Outro ponto: os termos dama e cavalheiro aplicam-se à funções simbólicas e não de gênero. Dito isso, realmente concordo que os dois podem convidar quem quiserem pra dançar, mas mesmo os de mesmo sexo assumem funçoes diferentes numa 'dança' , como sabemos.
    mas apreciações feitas vc tem toda razão no item 1.
    Outra observaçao, 'practice makes perfect'. bom treino,e boa dança.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Cara Pin Up,
    Perdoe-me os meus maus entendimentos, espero que eles sirvam para chegarmos a uma síntese. Na verdade, creio que servirão. Sugiro um texto conjunto a quatro mãos. Envie-lhe mensagem para mantermos contato.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Hummm, gostei... estatuto da Gafieira, gostaria de saber disso antes, muito antes.
    Obrigado,
    Guilherme

    ResponderExcluir
  9. Guilherme, talvez vc já saiba inconscientemente do estatuto.. suas 2 damas são lindas e graciosas. Esta parece ser uma 'dança' muito harmoniosa.
    bjs

    ResponderExcluir

Seguidores

 

Contador Grátis